domingo, 13 de março de 2011

Sonhos do Éd #21 - Tiroteio em frente ao Bar do Saccone

Dia desses, num sonho, eu deslocava tranquilamente pela rua General Câmara, em Uruguaiana, em frente ao Bar do Saccone.

Trazia em minha cabeça um boné, com o logotipo da instiuição em que trabalho. Fui abordado por um cidadão, que me perguntou algo que não lembro, e eu prontamente respondi algo que também não lembro.

O cara, enquanto eu respondia, vinha encurtadno a distância, quase se encostando em mim, e eu recuava discretamente, até ele segurar firmemente minhas mãos enquanto me agradecia. Puxei bruscamente minhas mãos e disse pro cara não encostar em mim, mas ele avançou novamente, de maneira suave (um pouco putística). Porém, pra mim ficou claro que ele queria roubar a arma que eu trazia escondida comigo (nesse momento percebo então um volume em sua cintura). Então um popular avançou sobre ele e deu uma cutelada com a lateral da mão atrás de sua orelha, dizendo "Deixa o cara aí, meu !". Nisso, saco uma pistola que trazia comigo e mando o suposto puto-ladrão-de-pistola deitar no chão.  Ele obedece, para logo em seguida levantar, para então eu mandar ele deitar de novo e ele obedecer e voltar a levantar. Digo para ele deitar, senão eu atiro, ele disse que eu não iria atirar, e esboça um ataque, ao que eu pressiono o gatilho e a arma falha. Saio correndo, ele saca a arma e atira...

Inteligentemente (modéstia à parte), congelo o sonho e vejo a direção que o projétil toma, e saio para a direção contrária.